Seleção de filmes DIGO 2022

Em 2022, o DIGO se consolidou como um festival de interesse, com o total de 734 inscrições somadas no site e em plataformas. 

O Estado brasileiro com mais envio de filmes foi São Paulo com 11% do total. Goiás correspondeu a 5% de envios, um crescimento considerável da última edição. A inscrição de longas metragens foi de 15% do total, porcentagem três vezes maior do que na última edição.

Neste ano, duas mostras especiais e competitivas foram criadas, uma mostra especial de animação chamada DIGO-Animação e a mostra “Infância Queer ” que retrata experiências das crianças LGBTI+ conforme demanda proposta pela curadoria. 

Além de uma mostra robusta de 8 longas metragens, o festival realiza novamente mostra especial em homenagem a Suzy Capó.

Outro diferencial é o recurso financeiro, 15 realizadores, sendo 10 da mostra de filmes goianos e 5 da nacional receberão um prêmio de R$ 2.000,00 pela seleção. Os curtas goianos ainda concorrerão a prêmio em dinheiro no voto de público e do juri.

Nesta edição, o festival recebeu filmes da Bélgica, França, Espanha, Japão, Alemanha, Israel, Suíça, Portugal, Argentina, Irlanda, Itália, Taiwan, Austrália, Kosovo, Canadá, Inglaterra, México, China, Suíça, Colômbia, Canadá, Áustria, Grécia sendo que Estados Unidos foi o país que mandou mais filmes com 12% no total de filmes internacionais seguido da França com 8%.

 

Nacionais (prêmio de R$ 2.000,00 para selecionados nesta mostra)

  1. Bixa de Família, João Luis Silva, Caruaru, PE, 15´, 2022
  2. Dita Absinthe, Chris, The Red, São Paulo, SP,16´5 2021
  3. Eu Te Amo é no Sol,  Yasmin Guimarães, Belo Horizonte, MG, 19’22”, 2022
  4. Filho Homem, Bernardo de Assis, Rio de Janeiro, RJ, 12´, 2021
  5. Uma História Desimportante, Mateus Capelo, São Paulo, SP, 14´, 2021

Goianos (prêmio de R$ 2.000,00 para selecionados nesta mostra)

  1. Alucinação, Eliana Santos, Palmeiras de Goiás,GO.  5´, 2020
  2. Me Desculpe não te Fazer Sorrir, Guto Rocha, Goiânia, GO, 17´18, 2022
  3. Capim-Navalha, Michel Queiroz, Alto Paraíso de Goiás, GO, 17´, 2021
  4. Nossa Vity: Our Pandemic Girl, Pedro Arthur Crivello, Goiânia, GO, 19´44, 2021
  5. Ensaio House of Fun, Patrick Mendes, Goiânia, GO, 25´, 2022, 
  6. Encurralado, Ⱥnna, Goiânia, GO, 5’07”, 2021
  7. Na Rua, Nua e Crua, Daniel Rangel e Joyce Cursino, Goiânia, GO, 7´44´´ 2022 
  8. Relatório do Serviço de CORPO, o Santo inimigo do mal, Santo Antônio do Descoberto, GO, 13´ 2022 
  9. Pé de Mulher, Felipe Freitas, Rio Verde, 15´21´´, 2021
  10. Menstruação: substantivo feminino, Levi Nascente Gomes, Goiânia, GO, 2´, 2022

Mostra Suzy Capó –  concorre a troféu de melhor curta metragem da mostra

  1. Filhos da Noite, Henrique Arruda, Recife, PE, 15´47´´, 2022
  2. OKOFÁ, Daniela Caprine, Mariana Bispo, Pedro Henrique Martins, Rafael Rodrigues, Thamires Case, São Paulo, 17´, 2021
  3. Custódia, Vinicius Sassine, Brasília, DF, 25´2021
  4. Carpela, Julie de Oliveira, Florianópolis,SC, 3´35, 2022
  5. Na Estrada Sem Fim Há Lampejos de Esplendor, Liv Costa e Sunny Maia, Fortaleza, CE, 11´30, 2021
  6. TRANSPARENTE BY SOUZA, Henrique Souza, EUA, 24´54´´, 2021
  7. Devir Animal, Andréa Veruska,Olinda, PE, 15’23”, 2020
  8. B não é de biscoito, Hilda Lopes Pontes, Chris Mariani, Salvador, BA, 16´, 2021

Mostra Infância Queer – concorre a troféu de melhor curta metragem da mostra

  1. O amigo do meu tio, Renato Turnes, Florianópolis, SC, 8´39, 2021  
  2. O Durião Proibido, Txai Ferraz, São Paulo, SP, 19’30”, 2021
  3. Bicha Bomba, Renan de Cillo, Curitiba, PR, 8´, 2019
  4. Tinha tempo que eu não via o mar, Guilherme Jardim, Belo Horizonte, 6´MG, 2022

Longas concorre a troféu de melhor longa metragem da mostra

  1. O orvalho e o rio, Leonardo Pinheiro, Brasil, 87′, 2021
  2. Down in Paris, Antony Hickling, França, 102´, 2021
  3. The Phantom of the Sauna, Luis Navarrete, Espanha, 92´, 2021
  4. Quando Ousamos Existir, Cláudio Nascimento, Marcio Caetano, Brasil, 88´06´´, 2022
  5. BR Trans, Raphael Alvarez e Tatiana Issa, 76´, Brasil, 2021
  6. Coroando,Paulo Castro, 55´, Brasil, 2021
  7. Cada uma de nós, Ferrero Olivia, 84´, França, 2021
  8. Eu, um outro, Silvia Godinho, 85´, Brasil, 2021

DIGO Animação – concorre a troféu de melhor curta metragem da mostra

  1. Além das Máscaras, Letícia Lopez Rangueri Lucas  Brassanini Flores Carolina Bonformagio Da Silva, 11´ Brasil
  2. Dans La Natare, Marcel Barelli, 5´França, 2022
  3. Embrace, Latesha Merkel, 5´18, Estados Unidos, 2022
  4. O nascimento de Helena, Rodrigo Almeida, 11´, Brasil, 2021
  5. Os Garotos Azuis – 12 retratos, Francisco Bianchi, 2,50 França, 2021
  6. Saindo com Estranhos da Internet, Eduardo Wahrha1ftig, 11´29´´, Brasil, 2021

Internacionais – concorre a troféu de melhor curta metragem da mostra

  1. Bésame, David Barba, México, 10´, 2022
  2. Elle,  Liliane Mutti, França, 8´, 2021
  3. La Muerte De Oso, Cristian  Sitjas, Espanha,  24´ , 2021
  4. Levados, Jean Costa, França, 19´30´´, 2021
  5. The Beyonce expérience,Blaise Singh, UK, 10´, 2021

Siga @digofestival em nossas redes sociais.