..

VII DIGO – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DA DIVERSIDADE SEXUAL E DE GÊNERO DE GOIÁS

“O cinema não é para entreter. É para fazer sonhar! ”
(Win Wenders)
..

VII DIGO – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DA DIVERSIDADE SEXUAL E DE GÊNERO DE GOIÁS

 

“Não há lugar como a nossa casa!”

O Mágico de Oz

Chegamos a sétima edição convidado a todes para ir até o fim do arco-íris da sétima arte no evento pioneiro de cinema voltado para a diversidade no centro oeste.

O DIGO é um festival de filmes que tem por objetivo estimular e promover a conscientização do público, no que tange o respeito integral aos direitos humanos e a inclusão e agora mais necessário do que nunca neste momento de pandemia e de ataque à cultura e à diversidade sexual e de gênero e de desrespeito a vida.

Este ano o interesse é o suporte financeiro através da Lei Aldir Blanc onde 15 filmes (5 nacionais e 10 goianos) selecionados receberão dois mil reais além de três mil reais para melhor filme goiano de júri e público. O que ajuda de forma efetiva aos profissionais neste período difícil e que fomenta esperança para uma retomada.

Devido a pandemia do COVID-19 o DIGO ainda será realizado de forma on-line entre os dias 15 a 30 de junho de 2022 em nosso site www.digofestival.com.br, gratuitamente.

As últimas edições on-line contaram com mais de 1 milhão de interações, um resultado excepcional e de grande alcance nacional.

Vamos manter o diálogo e a potência do projeto, seja pela votação do público ou por interação na plataforma na nossa programação que contará com bate papos e possibilidades de conexão, sequenciando a luta e a narrativa lgbti que está mais necessária do que nunca, como símbolo de resiliência e ferramenta de empregabilidade, orgulho, visibilidade, escuta social e voz através de produções poéticas e com narrativas ampliadas.

O DIGO tem o diferencial de distribuição de filmes da programação, e já o fez para países como o EUA, México, Peru, Itália, Portugal, Venezuela e outros, além de participação em mostras itinerantes e cineclubes. Proporciona, portanto, aos inscritos a possibilidade de participação na programação em festivais internacionais em regime de network tanto em mostras paralelas e/ou competitivas sendo um diferencial importante para os realizadores, por ser um festival vivo, constante e atuante mundialmente,

Como um dos fundadores da Red DIVERCILAC – Diversidad en el Cine Latinoamericano y Caribeño – rede de festivais da América Latina e do Caribe, já inspirou e produziu parcerias internacionais como a criação do INDIGO Festival da Diversidade de Almada, Portugal, se tornando uma importante vitrine de audiovisual com a temática LGBTI+ 

Nos 15 dias do DIGO serão mostras paralelas e competitivas. Sendo que somente os filmes escolhidos pelo júri oficial e júri popular receberão o troféu DIGO. Além dos dias no site do festival, os filmes ficarão disponíveis por 30 dias no www.cinebrac.com.br proporcionando conforto e possibilidade de assistir todos os filmes no conforto de casa.

Ainda está previsto uma oficina de interpretação com o ator Paulo Vespúcio e atividades para dialogarmos as temáticas que envolvam a diversidade sexual e a de gênero, além de diversas atividades no mês de junho com a sigla #digoconvida que representa a necessidade do festival crescer e aumentar o período de reflexão, discussões, ações e consequentemente maior visibilidade LGBTI+. 

 

#vemprodigo #digoarcoiris

Cristiano Sousa

– Diretor DIGO