Selecionados 2020

🔥 Conheça os filmes selecionados do DIGO 2020! 🔥

Foram inscritos 573 filmes para o V DIGO – Festival Internacional da Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás sendo que São Paulo foi o estado que mais enviou filmes, com o total de 123 que representam 21,5% do total. Em seguida o Rio de Janeiro com 64 filmes e 25 filmes realizados em Goiás, total idêntico ao Distrito Federal com 4,4% do total cada. O país que mais enviou filmes foi a Alemanha com 40 filmes, e em segundo a Espanha com 23 filmes. No geral, 19,7% de obras foram dirigidas por mulheres. Serão exibidos 50 filmes no site www.digofestival.com.br de 5 a 20 de novembro de 2020, gratuitamente, com censura 18 anos. Este ano além dos troféus os melhores filmes concorrem a prêmios e bolsas para estudar Cinema.

Longas Metragens:

  1. A Mulher da Luz Própria, Sinai Sganzerla  (2019, 81´  doc, SP) 
  2. Homens Pink, Renato Turnes,  (2020, 51´  doc, SC) 
  3. Madame, André da Costa Pinto e Nathan Cirino, (2019, 80´ doc, RJ )
  4. Que os Olhos Ruins Não te Enxerguem, Roberto Maty ((2019, 74´doc, SP)
  5. Miss Amazonas, Rafael Polar (2019, 80´doc, Peru)

 

Mostra Nacionais:

  1. Beat 97, Washington Calegari, (2020, 12´ ficção, SP)
  2. Espavento, Ana Francelino (2019, 23´ ficção, CE)
  3. Inabitáveis, Anderson Bardot (2020, 25´ Exp. ficção, ES)
  4. Lésbica Enrustida, Bia Lee (2020, 6´ ficção, SP)
  5. Marie, Leo Tabosa  (2019, 25´ ficção, PE)
  6. Meninos Rimam, Lucas Nunes (2020 ,20´ ficção, SP)
  7. Minha História é Outra, Mariana Campos,  (2019 ,22´ doc, RJ)
  8. Não Me Chame Assim, Diego Migliorini (2019 ,16´30 ficção, PR)
  9. Os Últimos Românticos do Mundo, Henrique Arruda (2020, 23´ PE)
  10. Perifericu, Nay Mendl, Rosa Caldeira, Stheffany Fernanda e Vita Pereira (2019 ,20´ ficção, PR)
  11. Volta Seca, Roberto Veiga (2019 ,21´ ficção, PE)

 

Mostra Internacionais

  1. A Throne For Miss Ghana, David MuÑoz  (2020, 20′, Espanha)
  2. Eat the Rainbow, Brian Benson, (2019, 25′, ficção, EUA)
  3. Kiko’s Saints, Manuel Marmier (2019, 25′, ficção França)
  4. I Can Explain It, Hernán González (2019, 25′, ficção, Argentina)
  5. Love, Paper, Scissors, Plamen Marinov (2019, 21’20, ficção, Bulgária/ Holanda)
  6. Sex Shop, Isabel Casanova (2019, 12´, ficção, Espanha)
  7. Tandem, Vivian Altman (2019, 11´, animação, Brasil/França)
  8. Uncoloured GirlCharlie García Villalb (2019, 15´50, ficção, Espanha)

Mostra Suzy Capó:

  1. Alano, Sílvio Leal e Henrique Oliveira (2019, 22´ ficção, AL)
  2. Alfazema,Sabrina Fidalgo (2019, 24´ ficção, RJ)
  3. Batom Vermelho Sangue, (2020, 20´, docuficção, PB)
  4. Copacabana Madureira, Leonardo Martinelli (2020,18´ doc, RJ)
  5. Depois Daquela Festa, Caio Scot  (2019,15´ ficção, RJ)
  6. Grisalhos, Raniere Aciole (2019,15´ ficção, SP)
  7. Lalla, José Salazar  (2018, 13´ ficção, França)
  8. Modelo Morto, Modelo Vivo, Iuri Bermudes e Leona Jhovs  (2019,25´ Ficção, SP)
  9. Sabrina, Jessica Barreto  (2019,19´ doc, SP)
  10. Respeito, mas não aceito, Direção Coletiva (2019,13’33” doc, SP)
  11. Ruth, Igor Dalbone  (2019,15,40´ doc, SP)

 

Mostra Goianos:

  1. O Arco-íris tem Sete Cores, Iury Bueno (2019, 12´, ficção) 
  2. A Colheita, Guilherme SF (2019, 8´43, ficção) 
  3. A Origem de Zelda, Pedro Arthur Crivello (2019, 14´ Doc)
  4. Nem Puta nem Santa, Alana Ferreira (2019, 14´ Exp.)
  5. Verde Cor de Rosa, Vincent Glen Gielen,  (2019, 23´ Doc)

 

Mostra Paralela Novo Olhar

1 – As rendas de Dinho, Adriane Canan (2020, 25´doc, SC)
2 –ASTIGMA – Resenhas Experimentais, Tainá Pompéo (2019, 8´, exp, GO)
3 – Me leve a sério mas me traga de volta, Mateus Capelo. (2020, 12´, exp, SP)
4 – sete e dois, Bruno Novadvorski (2020, 12´, exp, SP) 

 

Mostra DIVERCILAC – Filmes da Rede de Festivais LGBTI+ da América Latina e Caribe

  1. A sus libertades alas, Patricia Ríos. (2020, 9´14, ficção, México)
  2. Encrucijada. Entre la fe y la sexualidad, Carlos López (13’15, 2020, doc, México)
  3. Huracán Bertam,  Daniela Aguinsky (2020, 14´50, doc  Argentina)
  4. Moros en la costa, Damiá Serra Cauchetiez (2019, 16’50, ficcao, Espanha)
  5. Sigues aqui, Andrea Hornedo. (2020, 10´32, ficção México)
  6. Una Receta Familiar, Lucía Paz (2020, 11´25, ficção Argentina) 

 

Homenagens:

Rosa Berardo – Homenagem DIGO (Primeira mulher a realizar um filme em Goiás)

Rafael Lisita – DIGO AMIGO (Prêmio a “amigos” que participaram ativamente na realização do festival)

Apoio Institucional do Fundo de Arte e Cultura de Goiás 2018. Apoio do Pride Bank, Academia Internacional de Cinema e Teatro Zabriskie. #digoficaemcasa #digofestival #fundodearteeculturadegoias #aic #pridebank #teatrozabriskie 

Siga as redes sociais do DIGO Festival e acompanhe nossas atividades: https://www.facebook.com/digofestival  e https://www.instagram.com/digofestival/