Ficha Técnica

Homenagens 2020

Rosa Berardo

Rosa Berardo será homenageada o DIGO 2020. A primeira mulher a realizar um filme em Goiás, é fotógrafa, professora, jornalista, roteirista, produtora e cineasta brasileira, conhecida por seu trabalho de produção de imagens fotográficas e fílmicas sobre cultura, identidade cultural, alteridade, gêneros e etnias]. É citada no Dicionário de Filmes Brasileiros curta e média metragem) de Antônio Leão da Silva Neto, São Paulo, 2006. Seu nome consta na Biblioteca Virtual da Mulhercomo uma das artistas brasileiras que mais se destacou nas áreas de ciência, cultura e comunicação nos últimos anos. Em 2011 criou a Maison du Cinema, (Casa Do Cinema]), um atelier de ensino da teoria e pratica do cinema, com um curso semestral de 180 horas para a capacitação dos alunos na realização de curta-metragem de ficção e animação em Stop Motion

Rafael Lisita

O troféu DIGO AMIGE 2020 será do artista Rafael Lisita. Rafael foi o criador da concepção e identidade visual do DIGO. Lisita é um artista goiano, orgulhosamente parte da comunidade LGBTQIA+, que faz música pop independente. Cantor e compositor, Lisita tem como principal influência a música latina, já que cresceu na geração das telenovelas mexicanas, além de ter vivenciado o boom dos artistas latinos nos anos 90. Crescer em Goiânia tornou frequente o seu contato com o sertanejo, que também exerce forte influência em suas letras. Seu single mais recente “Escutando Marília” é o primeiro flerte do artista com o gênero, um popnejo sofrência. No geral, sua música tem uma estética pop que transita entre os gêneros populares brasileiros com uma pitada de flow e latinidade.

Jurados

Alex Amaral

Ator, diretor de Teatro e Ator de Cinema. Prêmio nacional na Espanha como melhor ator.Ator e diretor de Teatro, ator de Cinema e TV. 

Júlia Katharine

Atriz, roteirista e cineasta Vencedora do Prêmio Helena Ignez.

Itamar Borges

Presidente da Abd Goiás, produtor cultural. Trabalha com festivais de cinema desde o início dos anos 2000.

Paulo Vespúcio Garcia

Ator e Diretor. Estreou no cinema em Um Céu de Estrelas (1996), de Tata Amaral, que lhe rendeu o prêmio de Melhor Ator no Festival Internacional de Trieste, na Itália. Ficou conhecido por interpretar personagens nas novelas como Porto dos milagres (2001) e Laços de Família (2001), todos na TV Globo. Em 2014, escreveu e dirigiu seu primeiro longa, O Casamento de Gorete.

Diretor e Curador

Cristiano de Oliveira Sousa

Cristiano Sousa. Diretor, curador e idealizador @digofestival. Roteirista, produtor e diretor audiovisual, possui diversos prêmios em festivais de cinema no Brasil e exterior. Curador e diretor de três festivais de cinema pioneiros no Centro-Oeste do Brasil, GO Film Goiânia Film Festival, Morce-GO Goiás Horror Film Festival e DIGO Festival Internacional da Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás que incentivam a produção audiovisual diversa e criativa. Atua também no juri e na curadoria de festivais. Graduado em Artes Visuais pela Universidade Federal de Goiás. É também produtor dos espetáculos teatrais e artes integradas. Diretor da Cristos Produções

Curador

Ricky Mastro

Ricky Mastro se formou em Artes Dramáticas pela Universidade de Washington, em Seattle, no ano de 2000. De volta ao Brasil, alguns anos mais tarde, ele se formou em Cinema pela Fundação Armando Álvares Penteado (São Paulo), com mestrado pela Universidade Anhembi Morumbi (São Paulo). No ano de 2015, retomou os estudos em Toulouse (França) na École Nationale Supérieure d’Audiovisuel onde em 2018 obteve seu DURCA (Diplôme Universitaire de Recherche et de Création en Audiovisuel).Ricky escreveu e produziu 7 curtas-metragens. Ele fez parte do projeto Fucking Different São Paulo que teve a sua estréia na seção Panorama de Berlin, 2010.Em 2018, Ricky filma o seu primeiro longa-metragem, 7 minutos. 7 minutos ainda não teve a sua estréia mundial, mas 10 minutos do filme foram apresentados durante o Sofia Meetings (Work in Progress) na Bulgária.Junto com Léon Diana (produtor do filme 7 minutos), Ricky escreve os seus dois novos projetos de longa-metragem: Os Invisíveis e Lorenzo. Ricky é ativo no circuito de festival LGBT+. Ele é o programador do DIGO – Festival Internacional de Diversidade Sexual e de Gênero de Goiás desde a sua primeira edição em 2015, e criou o Recifest (Festival LGBT+ de Recife, Brasil).

Ficha Técnica

Amanda Costa e Silva – Assessora de Imprensa
Ivan Carlos Martins – Diretor de Produção
Celso Martins de Oliveira – Diretor de Logística
Paulo Roberto Pereira Carnielo – Diretor de Arte
Ariel Luiza M. P. Rodrigues- Analista de Comunicação
Maressa Stephany – Produção Técnica Transmissão
Bruno Revolta – Assistente de pré produção
Jean Guimarães – Produção Administrativa
Divulgação On-Line – Opis Comunicação
WB Treinamentos – Interpretação em  Libras
Safira L´Amour: Apresentadora Lives Instagram:

Periquito Virtual – Criação website 
Legendas Mostra Divercilac – Alex Amaral 
Bumerang Produções – Produção e Representação